Depilação a laser

Os aparelhos de laser podem reduzir permanentemente o número de pelos. A luz produzida por esses aparelhos é absorvida pela melanina, pigmento que está presente em grande quantidade no pelo escuro. Uma vez absorvida, a energia danifica o folículo piloso, retardando ou evitando o nascimento de um novo fio. O tratamento é mais eficaz quanto mais escuro o pelo, porque haverá maior absorção de energia. A depilação com laser é ineficaz para pelos brancos, que não apresentam melanina, e pouco eficaz para pelos claros e finos.

Como a melanina também está presente na pele, a energia pode dissipar-se, produzindo efeitos indesejáveis como queimaduras e manchas. Como a pele morena tem mais melanina do que a pele branca, apresenta maior risco de desenvolver essa complicação. Por isso, é importante realizar o procedimento com um profissional capacitado, que terá conhecimento para avaliar o tipo de pele do paciente e programar o aparelho de forma adequada e segura.

O intervalo entre cada sessão deve ser de pelo menos 30 dias e são necessárias várias sessões para a obtenção de resultados satisfatórios.

O resultado desejado é a redução definitiva dos pelos, mas a porcentagem dessa redução e o número de sessões variam de acordo com a região tratada e com as características de cada indivíduo, como a pigmentação dos pelos e da pele.

Finalmente, é importante ressaltar que os folículos pilosos têm um grande poder de regeneração e podem voltar a produzir os pelos depois de algum tempo, principalmente em pacientes com distúrbios hormonais. Quando isto ocorre, geralmente os pelos são mais finos, claros e de crescimento mais lento.

×

Powered by WhatsApp Chat

×