HIPERIDROSE

Hiperidrose é produção excessiva de suor pelas glândulas sudoríparas. Dentre suas causas pode ser constitucional, secundária a doenças como hipertireoidismo, efeito colateral de alguns medicamentos, ou mesmo estar associada a fatores emocionais, como stress e ansiedade. Frequentemente se associa à bromidrose (odor desagradável), devido à proliferação de bactérias que utilizam os componentes do suor e restos celulares como substrato alimentar.

As regiões mais afetadas são as axilas, as palmas e as plantas e, dependendo da intensidade, podem interferir de forma significativa na qualidade de vida do paciente.

O tratamento pode ser inicialmente realizado com medicações de uso local. Em casos resistentes aos tratamentos tópicos, o uso da toxina botulínica (Botox®, Dysport®) consiste em uma boa opção terapêutica, principalmente nos casos de hiperidrose axilar. Os pacientes observam redução da transpiração na área tratada por períodos de 6 a 9 meses, que em alguns casos podem se prolongar por até 12 meses.

Casos mais graves de hiperidrose podem ser tratados cirurgicamente, com remoção das glândulas sudoríparas ou através da simpatectomia.

×

Powered by WhatsApp Chat

×